segunda-feira, outubro 30, 2006

Volto já


Guichet, acrílico s/tela

Foi assim que fiquei este fim de semana, pus um letreiro de "volto já" e andei num virote, entre visitas ao meu pai, a inauguração da exposição Perfis do Fabrice Ziegler no Espaço Monsanto, ballet - O Pássaro de Fogo e a Sagração da Primavera no teatro Camões e a peça que está em cena na Cornucópia, Filoctetes. Foi uma overdose e ainda estou de ressaca, por isso peço desculpa por não ter ajudado em nada nesta fase de acabamentos do blog. Fiz só a limpeza do label sugerida e varri tudo para debaixo do meu tapete, espero que agora esteja do vosso agrado.
A exposição do Fabrice irá transitar depois para a Quinta das Conchas, no Lumiar, onde estará mais acessível e nessa altura eu aviso. Adorei o bailado: no Pássaro de Fogo, levei logo com o choque de ver o "pássaro" dançado por um bailarino, o que me levou mais uma vez a pensar que é muito importante o exercício de questionar aquilo que tomamos como certo e experimentar um novo olhar sobre as coisas; na Sagração foi a posição impossível dos pés dos bailarinos. Há sempre espaço para a criatividade e a reinvenção.
Filoctetes é sobre a importância da honra e da dignidade/indignidade dos sentimentos, tema sempre actual, com um Luís Miguel Cintra fantástico, num papel à sua medida e o restante elenco bastante desigual. Temia um espectáculo de 4 horas - até levei comida - mas afinal foi uma adaptação muito comedida.

3 comentários:

claire disse...

Bom principio ;)

Luísa R. disse...

Olá Claire!
Gostei muito dos teus últimos trabalhos.
Bem vinda :O)

Luísa R. disse...

Cristina, gostei muito destas cores. Tem um certo ar dos anos 50 :O)