terça-feira, março 20, 2007

trotski, o emplastro


cidade, acrílico s/tela, 120x90cm

A fotografia está sem qualquer espécie de qualidade técnica, mas não consegui tirar nenhuma sem aparecer uma parte do Trotski e resolvi assumi-lo completamente. Quem quiser ver uma boa fotografia desta tela, dirija-se por favor ao blog mais próximo (gruparte) e tem lá uma tirada pela Luísa.
Se eu não tiver mais público, resta-me, pelo menos, a adulação dos meus gatos...

3 comentários:

Luísa R. disse...

Além de gostar muito da tua tela, gostei muito desta fotografia (como sabes).

Vendo o entusiasmo e o enleio com que o meu amigo Trotski aprecia o teu trabalho, vê-se que é um grande apreciador de arte e um grande admirador da dona :o)

Cristina D'Eça Leal disse...

Obrigada pelas palavras de ânimo.

É mais a segunda hipótese, para ele tudo o que eu faça é perfeito, desde que o inclua, claro. De resto, desconfio que se lhe puser um Picasso à frente ele está-se literalmente nas tintas. Mas uma actividade que adora é guiar-me a pincelada pelo avesso da tela e, de vez em quando, espreitar-me para ver se estou a gostar do seu trabalho.

dismore disse...

Não sou uma "cat person" mas esta foto está muito bem apanhada. De qualquer modo com ou sem Trotski o quadro é uma maravilha!