segunda-feira, outubro 15, 2007

a força da palavra #1


óleo s/papel, 41x33 cm

Peço desculpa pelos imensos erros mas não conseguiria corrigi-los em tempo útil. Fica a ideia.
"You've got the words, I've got the gun"

8 comentários:

pedro disse...

intensa, tratamento das mãos está muito bom (gosto muito). falas de erros e só irritas, porque sabes que eu adoraria fazer esses erros ;o)

várias perguntas: o cano duplo é intencional? e o alinhamento com os olhos? o cano não está alinhado com a boca, mas sim com os olhos, isso dá que pensar ... esteticamente resulta melhor e evita o óbvio.
gosto da nuance do papel, pelo que aconselho todos a ver a ampliação

Luísa R. disse...

Gosto muito deste teu trabalho.

Penso que nos últimos exercícios estás a seguir um outro caminho e estou a gostar de o ir acompanhando :O)

Gosto da ideia e de como a trabalhaste.

Dúvidas:
- parece-me que o olhar dela está vagamente perdido em pensamentos, o que lhe poderá ser fatal se, por acaso, o seu alvo estiver mais atento que ela...
Portanto, ela poderá dizer: "I've got the gun", mas deveria olhar o alvo.
Por motivos de ordem prática :O)

- quanto ao cano da arma, não percebo nada. Pode estar mal ou bem. Não sei.

Com erros ou sem erros, gosto na mesma deste teu trabalho.

Cristina D'Eça Leal disse...

Vi uma fotografia duma arma, deve ser um modelo qualquer especial. Só que no modelo verdadeiro, os buracos estão alinhados (e vai o 1º erro).
Outro erro foi detectado pela Luísa - os olhos não estão a fixar o espectador, o que é fatal para o objectivo.
Terceiro erro: o braço esquerdo da pikena (à direita para nós) está definido erradamente (a luz do punho não está correcta).
A definição das sobrancelhas retira força ao olhar.
E provavelmente outros mais erros surgiriam à medida que estes fossem sendo corrigidos.

Cristina D'Eça Leal disse...

Vi uma fotografia duma arma, deve ser um modelo qualquer especial. Só que no modelo verdadeiro, os buracos estão alinhados (e vai o 1º erro).
Outro erro foi detectado pela Luísa - os olhos não estão a fixar o espectador, o que é fatal para o objectivo.
Terceiro erro: o braço esquerdo da pikena (à direita para nós) está definido erradamente (a luz do punho não está correcta).
A definição das sobrancelhas retira força ao olhar.
E provavelmente outros mais erros surgiriam à medida que estes fossem sendo corrigidos.

pedro disse...

se alinhares os canos e orientares os olhos na direcção de quem vê perde o impacto que tem agora. para mim evitas o óbvio no que poderia tornar-se óbvio, o que redobra a força do trabalho. os canos certos remetem para um rigor que aqui n faz sentido, por outro lado os olhos em frente remetiam para um trabalho panfletário, a atirar para o poster. com estes "erros" é que está bem!
no caso do braço, talvez tenhas razão...

Luísa R. disse...

Que raio de posters andas tu a ver?...
«os olhos em frente remetiam para um trabalho panfletário»!?
Vou começar a olhar-te de lado, para que não aches que estou num atitude panfletária...
:O)

(se me remete para algo, será para o cinema)

O trabalho acompanhado do título e da legenda, dá-nos mais pistas para o que a Cristina queria expressar.
Continuo a achar que "a força da palavra" + "You've got the words, I've got the gun" não condiz com o olhar perdido algures.

pedro disse...

eu não pretendo que a minha visão seja a correcta, ou que a tua esteja errada. são apenas duas visões do mesmo desenho.

qto ao "panfletário", era puramente figurativo.

Luísa R. disse...

Claro que sim.
E na volta, estamos os dois errados...
Ou não.
:O)

Segue pancadaria na casa das máquinas deste blog.



Estou a brincar!