terça-feira, outubro 16, 2007

o poder da palavra #4


Fahrenheit 451
A temperatura a que um livro se inflama e consome...

6 comentários:

pedro disse...

cor e composição muito boas. tu és mto boa em fotografia! Mas toca a pintar que era essa a intenção dos exercícios, ou não? ;o)

Luísa R. disse...

A intenção era fazer exercícios :O)

Pode ser pintura, fotog., escultura, etc.

Embora tenhas razão, porque preciso e quero trabalhar nas tintas...

De qualquer forma, queria trabalhar "o poder da palavra", a partir do Fahrenheit 451.
Gostei do resultado, apesar dos defeitos, porque não sou fotógrafa.
Tiro fotografias :O)
E tinha uma ideia que considero boa (e se calhar nem é...)

Cristina D'Eça Leal disse...

A ideia é, de facto, muito boa e a fotografia também. Gosto muito da violência da textura e da cor.
Mas também acho que a fotografia deve ser pontual neste nosso jogo e não deve constituir a regra.

pedro disse...

tens mostrado mais do que simplesmente "tirar fotografias" ... e este é um bom exemplo.

qto à ideia inicial, se andamos a aprender a pintar, penso que seja de usar os exercicios como incentivo ao trabalho. pelo menos foi essa a minha interpretação. acho que devemos fazer um esforço para entregar pintura. mas claro que cada um é livre de meter aqui o que quiser.

eu já passei um ano sem snba e sei bem o que este blog e vcs me ajudaram e o que aprendi com os comentários.

Luísa R. disse...

tenho de me refrear então.

quanto ao próximo exercício, estou a ter umas ideias...

claire disse...

Gotadagua , andas a queimar qual livro ? aberto ou fechado ?(K)